Alemanha: Chanceler Olaf Scholz acusa AfD de ser o “partido da Rússia”

1 mes atrás 13

O chanceler alemão acusou a Alternativa para a Alemanha de ser o "partido da Rússia", depois destes afirmarem que as sanções contra a Rússia são "inúteis” e “irrealistas”.

epa10051769 German Chancellor Olaf Scholz during a press statement after the Concerted Action meeting with business leaders and labor unions to discuss ways to fight inflation, Berlin, Germany, 04 July 2022.  EPA/FILIP SINGERi

Para Scholz, o momento é de solidariedade com a Ucrânia

FILIP SINGER/EPA

Para Scholz, o momento é de solidariedade com a Ucrânia

FILIP SINGER/EPA

O chanceler alemão acusou esta quarta-feira a AfD de ser “o partido da Rússia” em resposta ao pedido desse grupo de suspender as sanções contra aquele país como medida para combater a inflação e o aumento dos preços da energia.

Vejo que a Alternativa para a Alemanha (AfD) não é apenas um partido populista de direita, mas também o partido da Rússia”, disse Olaf Scholz ao parlamento, como parte de uma sessão de perguntas com o governo.

O governante respondia a uma pergunta do deputado da AfD Stefan Kotré, que classificou as sanções como “inúteis” e “irrealistas” e questionou o que havia contra a colocação do gasoduto Nord Stream II em operação.

Segundo Scholz, o momento é de solidariedade com a Ucrânia e isso, disse, é apoiado por muitos alemães que voluntariamente economizam energia.

A Alemanha, acrescentou o governante alemão, também está a preparar-se para abandonar completamente o petróleo e o gás russos e está a investir na infraestrutura certa.

Alemanha preparada para ter independência energética da Rússia, avisa Scholz

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Scholz, por outro lado, rejeitou a possibilidade de prolongar a vida útil das três usinas atómicas que ainda estão em operação e cuja operação está prevista chegar ao fim no final do ano.

A página está a demorar muito tempo.

Ler artigo completo