Alex Jones vai pagar 45 milhões de dólares por dizer que massacre em escola era uma encenação

4 dias atrás 14

05 ago, 2022 - 23:33 • Redação

Criador do Infowars disse que a morte de mais 20 pessoas numa escola, a maioria crianças, com idades entre os seis e os sete anos, não passava de uma farsa.

Alex Jones, um norte-americano famoso por ser criador de teorias da conspiração, foi condenado a pagar 45,23 milhões de dólares, um pouco mais de 44 milhões de euros, por ter inventado que um tiroteio numa escola dos EUA, em 2012, se tratava somente de uma farsa.

O Infowars, marca de media liderada por Alex Jones, é um conhecido meio de desinformação.

Em causa, neste processo judicial estava o ataque à escola de Sandy Hook, no Connecticut, em que 20 crianças e seis adultos foram assassinados. A maioria das crianças tinha entre seis e sete anos.

InfoWars de Alex Jones declara falência após ser condenada por difamação

O mesmo júri no Texas decidiu na quinta-feira que o apresentador de rádio deve pagar 4,1 milhões de dólares (quatro milhões de euros) por danos compensatórios aos pais de uma criança morta no ataque.

Os pais da vítima alegaram que sofreram assédio e sofrimento emocional por causa da desinformação de Jones.

O caso foi espoletado por Scarlett Lewis e Neil Heslin, pais separados de Jesse Lewis, de seis anos, que morreu no tiroteio na escola.

A multa destina-se a cobrir os custos reais para a família que decorreram da difamação de Jones, tais como a segurança privada que contrataram durante o julgamento por medo de um possível ataque de um apoiante de Jones.

Destaques V+

Ler artigo completo