Benfica vence e fica a um triunfo de uma presença histórica na Liga dos Campeões de basquetebol

1 dia atrás 12

O Benfica voltou a destacar-se e a conseguir uma grande vitória nas meias-finais do Grupo C da fase de apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões. Num jogo muito disputado, as águias venceram o Keravnos por 65-72 passaram à final, ficando a apenas um triunfo de atingir uma qualificação histórica – nunca uma equipa portuguesa disputou a fase regular da Liga dos Campeões.

Ivan Almeida foi o grande destaque individual da partida, com 20 pontos, sete ressaltos, cinco assistências, dois roubos de bola e um desarme de lançamento. O extremo luso-cabo-verdiano esteve em todo o lado, mas também contou com a ajuda de elementos como Aaron Broussard (9 pontos), Toney Douglas (8pts, 3ast, 3res) e Tomás Barroso (9 pontos, 3/4 3PTS). Do lado do Keravnos, nota de destaque para Deondre Burns (16pts, 4ast, 4res), Nikos Stylianou (18pts, 2ast, 2res) e Ousman Krubally (12pts, 10res, 2ast).

Focados em fazer história

Se o duelo frente ao Golden Eagle Ylli não foi fácil, esta partida foi ainda mais complicada, com várias mudanças na liderança e sem que uma das duas equipas tenha conseguido fugir para a casa das dezenas ao longo de todo o encontro. Esse equilíbrio, de resto, ficou bem claro logo no primeiro período, que terminou com um parcial de 16-13, favorável à equipa cipriota.

Logo a abrir o segundo período, Tomás Barroso mostrou ao que vinha, mais uma vez, com um triplo que empatou a partida. Além disso, o Benfica também melhorou defensivamente e, liderado por Ivan Almeida (oito pontos na primeira parte) e Tomás Barroso (três triplos no segundo período), passou para a frente do marcador com um parcial de 0-7 que deixou o jogo 19-23. Após uma fase de ritmo elevado e constantes ataques rápidos dos dois lados, chegou o intervalo com o Benfica a vencer por dois pontos (31-34).

©FIBA

Os cipriotas regressaram do balneário com vontade de alterar o rumo dos acontecimentos. O triplo de Nikos Stylianou logo a abrir deixou isso bem claro e foi apenas o início de uma reação liderada pelo extremo cipriota, sobretudo através de uma grande eficácia no lançamento exterior, e por Ousman Krubally. O resultado foi uma mudança na liderança do marcador, com o Benfica a entrar no último e derradeiro período a perder por um ponto (52-51).

Na hora do tudo ou nada, as águias voltaram a gritar presente e não demoraram a passar de novo para a frente do marcador através de dois transições rápidas, conseguidas após paragens no meio-campo defensivo. A melhoria contou com a ajuda de Zirbes, muito forte fisicamente, e, claro, de Ivan Almeida, que coroou o melhor período encarnado com um triplo que deixou o jogo a oito pontos – maior vantagem do Benfica em todo o jogo. O Keravnos não desistiu, mas nem os minutos finais de grande nível de Deondre Burns foram suficiente para travar mais um triunfo do Benfica.

Os homens de Norberto Alves voltam a entrar em campo este domingo (25 de setembro), às 17h, frente ao Brose Bamberg, que eliminou o BK Budivelnik na outra meia-final. Em causa estará a presença na fase de grupos da Liga dos Campeões, algum nunca conseguido por uma equipa portuguesa.

Basketball Champions League (Q) Grupo C 2022/23 | Keravnos BC x Benfica

Basketball Champions League (Q) Grupo C 2022/23 | Keravnos BC x Benfica

Ler artigo completo