Bruno e Dalot sao dos únicos 'sobreviventes' dos métodos de Ten Hag

1 mes atrás 28

Um grupo minoritário de jogadores do Manchester United terá demonstrado sinais de insatisfação para com os métodos que Erik ten Hag tem vindo a aplicar, nos treinos, culpando-os pela 'maré' de lesões que tem assolado o plantel.

A notícia é adiantada, esta segunda-feira, pelo jornal britânico Manchester Evening News, que escreve que, no topo da lista de preocupações deste lote, estará os intensos treinos de corrida a que o treinador neerlandês tem vindo a expor a equipa, juntamente com a escassez de dias de folga concedidos.

Feitas as contas, os red devils contabilizam já 47 casos de problemas físicos, na presente temporada, que obrigaram atletas a falhar, pelo menos, um jogo. As únicas exceções são Bruno Fernandes, Diogo Dalot e Alejandro Garnacho.

O cúmulo desta situação foi alcançado no passado domingo, quando Erik ten Hag não pôde contar com nove jogadores, na derrota sofrida pelos red devils na deslocação ao Etihad Stadium, perante o Manchester City, por 3-1.

Leia Também: Phil 'Potter' resolve dérbi 'mágico' e mantém o Manchester City na luta

Ler artigo completo