China diz que vai eliminar conferência de imprensa anual do primeiro-ministro

1 mes atrás 35

"Este ano, não vai haver conferência de imprensa com o primeiro-ministro", disse Lou Qinjian, porta-voz da Assembleia Popular Nacional (APN) chinesa, cuja sessão anual arranca na terça-feira e decorre até 11 de março.

O responsável acrescentou que esta conferência de imprensa "não se vai realizar nos próximos anos".

"Se não houver circunstâncias especiais, a conferência de imprensa do primeiro-ministro não se vai realizar nos próximos anos", disse, sem mais explicações.

A conferência de imprensa anual do primeiro-ministro era uma das raras ocasiões em que um alto quadro do Partido Comunista Chinês respondia a perguntas dos órgãos de comunicação.

Lou disse que o órgão legislativo vai aumentar as oportunidades para os jornalistas fazerem perguntas aos ministros e outros funcionários governamentais, bem como aos cerca de três mil delegados da APN.

A reunião de uma semana da APN está a ser observada de perto para se saber quais as medidas que o Governo chinês vai tomar para impulsionar a economia.

O primeiro-ministro, Li Qiang, vai apresentar um relatório anual na abertura da sessão que deve incluir a meta de crescimento económico do governo para 2024.

Ler artigo completo