Conselho de Ministros aprova o decreto-lei da recuperação do tempo de serviços dos professores

1 semana atrás 40

"O decreto-lei será aprovado amanhã em Conselho de Ministros", disse o ministro Fernando Alexandre, durante a audição na Comissão de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto, onde sublinhou: "Os professores recuperam o tempo de serviço e este decreto-lei tem efeitos sem qualquer tipo de restrições. Uma das vantagens adicionais do acordo é que vai permitir rever as carreiras".

No final de maio, o Governo anunciou um acordo com sete sindicatos dos 12 sindicatos que representam o setor, estando previsto que metade do tempo de serviço dos professores - seis anos, seis meses e 23 dias - seja devolvido no espaço de um ano e o restante até julho de 2027.

Perante os deputados, Fernando Alexandre defendeu ainda que o acordo alcançado foi ao encontro dos anseios da opinião pública.

"Obviamente que não fizemos nenhuma sondagem - não é assim que trabalhamos -, mas eu penso que foi muito bem recebido publicamente", afirmou.

Ler artigo completo