Covid-19: 25 concelhos recuam um passo no desconfinamento

1 mes atrás 15

Veja também:

Os últimos números da pandemia em Portugal e no mundo Todas as notícias sobre a pandemia de Covid-19 Guias e explicadores: as suas dúvidas esclarecidas Boletins Covid-19: gráficos, balanços e outros números

Há 25 concelhos que dão um passo atrás no plano de desconfinamento, depois do Governo ter anunciado novas medidas para combater o aumento do número de casos de Covid-19 no país.

Estes concelhos apresentaram, pela segunda semana consecutiva, uma incidência superior a 120 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias - ou 240 casos por 100 mil habitantes em concelhos com uma menor densidade populacional.

Segundo o comunicado do Conselho de Ministros, esses concelhos são Alcochete, Almada, Amadora, Arruda dos Vinhos, Barreiro, Braga, Cascais, Grândola, Lagos, Loulé, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odemira, Odivelas, Oeiras, Palmela, Sardoal, Seixal, Setúbal, Sines, Sintra, Sobral de Monte Agraço e Vila Franca de Xira.

A maioria destes concelhos pertencem à Área Metropolitana de Lisboa (AML) ou às regiões do Alentejo e do Algarve, que viram a pandemia aumentar significativamente.

Nestes concelhos, aplicam-se as restrições da terceira fase de desconfinamento definida pelo Governo.

A principal medida centra-se na restauração, que volta a funcionar até às 22h30, tanto durante a semana como nos fins-de-semana. A capacidade fica limitada a seis pessoas por grupo no interior e dez pessoas por mesa nas esplanadas.

Já o comércio a retalho alimentar e não-alimentar, como os supermercados, fica com a hora de fecho definido às 21h00.

Também os espetáculos culturais ficam limitados pela mesma hora. Casamentos e batizados passam a ter uma lotação de 50%. Os eventos exteriores têm uma limitação limitada, "a definir pela Direção-Geral da Saúde".

Volta a ser obrigatório o teletrabalho "quando as atividades o permitam".

Todas atividades desportivas são permitidas, tanto ao ar livre como em ginásios, mas sem público.

Já as lojas do cidadão voltam ao atendimento presencial, apenas por marcação.

Portugal trava desconfinamento e Lisboa recua dois passos

Além das limitações nestes concelhos, há três municípios que recuam dois passos no desconfinamento: Albufeira, Lisboa e Sesimbra.

Há ainda 19 concelhos que ultrapassaram nesta última semana o limiar de risco definido e entram em situação de alerta, correndo o risco de voltar atrás no desconfinamento.

Destaca-se o município do Porto e ainda os municípios de Alenquer, Avis, Castelo de Vide, Castro Daire, Chamusca, Constância, Faro, Lagoa, Mira, Olhão, Paredes de Coura, Portimão, Rio Maior, Santarém, São Brás de Alportel, Silves, Sousel e Torres Vedras.

Ler artigo completo