Diogo Costa fala de Ricardo e aborda a possibilidade de ser suplente contra a Geórgia

2 semanas atrás 42

Dois jogos, duas vitórias, um golo sofrido e a passagem aos oitavos de final carimbada. A vida não corre mal a Diogo Costa no EURO 2024. A dois dias do Portugal-Geórgia, o guarda-redes da seleção falou aos jornalistas, na antevisão ao encontro.

Melhor EURO 2024 que Mundial 2022: «Sim, é verdade que o Mundial da minha parte não foi o melhor que fiz. Espero ter aprendido com todos os erros. Do meu lado posso garantir trabalho e contribuir da melhor maneira.»

Suplente no próximo jogo?: «Já admitiu que seria um novo número um. Tal como já disse aqui, o respeito que tenho pelo Sá e pelo Rui é enorme, estou sempre a representá-los dentro de campo. O mais importante é ganharmos em campo. Acima de tudo, há amizade neste grupo. Claro que cada um tem a sua ambição em jogar e dar o seu contributo em prol da Seleção. Mas sabemos que o mais importante é que a Seleção ganhe. Há uma amizade bem sólida entre nós.»

20 anos da defesa sem luvas de Ricardo no Portugal-Inglaterra: «Ainda não falámos sobre isso. Mas da minha parte é sempre um privilégio partilhar momentos únicos com o Ricardo. Que me passe sempre todos os conselhos para defender penáltis. Mas acho que será sempre com luvas... (sorriso)

Sobre Pepe: «Pelo jogo que fez contra a Turquia, está mais do que provado que está preparado para continuar e ao mais alto nível.»

Golo da Chéquia: «É um pouco frustrante porque passei o jogo todo sem uma ocasião clara. Cabe-me a mim tentar defender a bola. Mas é um bom sinal que a bola chegue poucas vezes à nossa defesa. Mas estou lá para tentar ajudar e defender.»

Invasões de campo: «Acredito que, para os adeptos, é algo que ambicionem muito fazer, mas é uma situação sempre chata para nós e para a equipa adversária. Preocupa-nos e já fizemos um comunicado. Queremos que o futebol seja mais seguro e rico.»

Festejos em caso de conquista do EURO 2024: «Idealizo uma grande loucura, uma alegria imensa. Será algo indescritível. Mas o nosso foco está em ganhar à Geórgia e jogar bem.»

Diogo Costa conta com 24 internacionalizações e, apesar de ser relegado para o banco contra a Geórgia, tem sido a escolha de Roberto Martínez para a baliza.

Ler artigo completo