Edgar Ié disponível para representar a Guiné-Bissau

4 semanas atrás 9

 
O pai de Edgar Ié revelou que o seu filho está disponível para passar a representar a seleção da Guiné-Bissau.

Miguel Ié, a residir em Portugal há vários anos, transmitiu a vontade do filho ao presidente da Federação de Futebol da Guiné-Bissau, Carlos Teixeira, que se encontra em território nacional para contactos com futebolistas de origem guineense que possam representar a seleção daquele país.

Nascido na Guiné-Bissau, Edgar Ié, jogador do Trabzonspor, representou a equipa «das quinas» nos escalões de formação até aos sub-23, mas nunca se estreou pela seleção AA. 

A disponibilidade do defesa em passar a representar a Guiné-Bissau foi confirmada pelo presidente da Federação guineense, Carlos Teixeira, que disse ainda estarem em curso as tramitações burocráticas para que o jogador possa ser convocado «o mais rapidamente possível». Além disso, o dirigente revelou que está a trabalhar no sentido de garantir a disponibilidade de Carlos Mané para representar a seleção do país.

«Agradeço profundamente ao Bori Faty, pai do jogador Ansu Faty, que é meu irmão, que me está a fazer estas pontes com o pai do Edgar Ié e com o pai do Carlos Mané, para que passem a jogar pela seleção nacional da Guiné-Bissau», afirmou, citado pela Lusa. 

A Guiné-Bissau está envolvida no apuramento para o próximo campeonato do Mundo, inserindo-se no Grupo I, ao lado da Guiné-Conacri, Marrocos e Sudão e ainda está apurada para a fase final do Campeonato das Nações Africanas (CAN) a disputar entre janeiro e fevereiro de 2022.

No que respeito ao apuramento para o Mundial 2022, a Guiné-Bissau lidera o Grupo I do apuramento com quatro pontos, e na próxima jornada, que vai ser realizada no mês de outubro, enfrentará o Marrocos

Ler artigo completo