Empresa duplica taxa de natalidade após proibir horas extraordinárias

2 meses atrás 43

Uma empresa japonesa conseguiu inverter a tendência decrescente da sua taxa de natalidade depois de proibir o trabalho depois das 20h00 e de oferecer creches próprias para os filhos de todos os funcionários. As medidas foram implementadas em 2013, quando a média era de 0,60 filhos por mulher. No ano passado, o número fixou-se nos 1,97 filhos por mulher.

Na empresa Itochu, sediada na capital do Japão, o dia de trabalho começa entre as 05h00 e as 08h00, dependendo da decisão de cada funcionário. Quem trabalhar neste horário, começa a manhã a receber um pequeno almoço gratuito composto por frutas, vegetais, carnes e outros produtos frescos, assim como bebidas, de acordo com o La Voz de Galicia. A hora de saída é às 15h00 e não devem haver atrasos, para que os funcionários não apanhem a hora de ponta no metro. 

Em 2010, a empresa abriu uma creche "para apoiar o equilíbrio entre o trabalho e a família”. O espaço tem capacidade para acolher até 18 crianças dos dois meses aos 6 anos. 

Kentaro Yellin, um dos funcionários da empresa, realça a importância que as mudanças trouxeram à sua vida. "Estou grato por poder vir trabalhar com o meu filho", afirmou o homem, que considerou que "não poderia ter continuado com a minha carreira sem este serviço".

No Japão, tem-se verificado um declínio demográfico devido à cultura do trabalho, que é pouco propícia à conciliação com a vida pessoal. 

Leia Também: Kim Jong-Un chora e implora às mulheres que tenham mais filhos. O vídeo

Todas as Notícias. Ao Minuto.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Ler artigo completo