Eólicas avançam para tribunal contra cortes de João Galamba

1 semana atrás 20

Quatro produtores de energia eólica decidiram avançar em tribunal contra o Governo por uma decisão que procede a eventuais cortes nas suas remunerações. EDP Renováveis, Finerge, Generg e Ventient decidiram avançar com vários processos em separado com o objetivo de travar o despacho de João Galamba.

Em junho de 2021, o secretário de Estado da Energia publicou um despacho onde altera as regras do famoso decreto-lei 35/2013. Aprovado inicialmente pelo Governo de Passos Coelho, este diploma previa um pagamento anual ao sistema durante oito anos (entre 2013 e 2020) pelas centrais eólicas abrangidas.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Ler artigo completo