Espanha. 226 anos de prisão para português que matou quatro pessoas

1 semana atrás 46

Micael Montoya, também conhecido como “El Portugués”, foi contra uma multidão que estava num casamento, depois de ter sido impedido de entrar na cerimónia, nos arredores Madrid.  

O Ministério Público (MP) espanhol pediu uma pena de prisão de 226 anos para um homem, de nacionalidade portuguesa, que matou quatro pessoas, uma mulher de 66 anos e três homens, de 68, 37 e 17 anos, por atropelamento.  

Micael Montoya, também conhecido como “El Portugués”, foi contra uma multidão que estava num casamento, depois de ter sido impedido de entrar na cerimónia, nos arredores Madrid.  

O atropelamento, que aconteceu no dia 6 de novembro de 2022, matou quatro pessoas e deixou outras nove com ferimentos.  O atropelamento aconteceu junto ao restaurante El Rancho, em Torrejón de Ardoz, em Madrid. 

De acordo com a imprensa espanhola, o MP pede que o homem seja condenado a 25 anos de prisão por cada um dos homicídios consumados, e a 14 anos por cada um dos nove homicídios na forma tentada.  

O arguido, aponta a acusação, entrou para o carro depois de uma discussão com uma das pessoas que estava no casamento, tendo indo em direção aos convidados.  

Montoya tentou fugir, mas foi apanhado pelas autoridades na autoestrada, ficando detido.  

Ler artigo completo