GNR em operação para fiscalizar álcool e drogas até 23 de junho

1 mes atrás 49

A Guarda Nacional Republicana (GNR) está a realizar, a partir desta segunda-feira e até 23 de junho, uma operação de fiscalização intensiva da condução sob efeito do álcool e substâncias psicotrópicas, em todo o território nacional continental. 

Em comunicado, a GNR explica que a operação ocorre no âmbito do planeamento anual efetuado pela Rede Europeia de Policias de Trânsito (RoadPol) e tem o "objetivo de promover comportamentos mais seguros por parte dos condutores e diminuir a sinistralidade rodoviária grave". 

A força de segurança refere que, no ano de 2023, registou 55.312 acidentes de viação, tendo resultado 16.911 feridos leves, 1.277 feridos graves e 279 vítimas mortais, sendo que dos 2.143.736 condutores fiscalizados pela GNR nesse ano, 33.657 apresentaram uma taxa de álcool no sangue (TAS) superior ao permitido por lei.

A RoadPol,  recorde-se, é uma organização que foi estabelecida pelas polícias de trânsito da Europa, com a finalidade de melhorar a segurança rodoviária e a aplicação da lei nas estradas. Estas operações, de âmbito europeu, "têm como principal finalidade a criação de um ambiente rodoviário mais seguro através de uma intervenção simultânea sobre as principais causas de acidentes procurando, desta forma, influenciar positivamente os utilizadores, levando-os a adotarem condutas que privilegiem comportamentos mais seguros".

A condução sob efeito do álcool ou substâncias psicotrópicas "é um fator de risco que tem sido objeto de uma atenção crescente nas políticas de segurança rodoviária ao nível europeu", sublinha a GNR.

Leia Também: Sem-abrigo detido por ferir jovens com garrafa em assalto no Martim Moniz

Ler artigo completo