Governo acredita que novo CEO do SNS tem capacidade de organização para trabalho em rede

2 meses atrás 43

O Governo acredita que novo diretor executivo do SNS tem capacidade de organização para que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) trabalhe em rede.

São as justificações da ministra da Saúde, Ana Paula Martins, para a escolha de António Gandra D'Almeida para o cargo.

Aos jornalistas, a governante diz que o novo CEO do SNS "tem um currículo que fala por si" e está "muito habituado à organização e operacionalização no terreno".

"Tem uma visão para o SNS que cumpre aquilo que o estatuto define para a direção executiva", refere.

Já sobre o aumento de 11% no espaço de um ano de internamentos sociais nos hospitais, Ana Paula Martins indica que é uma matéria do conhecimento do Governo e "uma preocupação" que tem de ter soluções quer a curto-prazo, quer a longo-prazo, incluindo através da ajuda do PRR.

A ministra da Saúde garante, ainda, "conversar e debater" na Concertação Social "pelo interesse dos profissionais" que estão em negociações com o Executivo.

Ler artigo completo