GPT-4 chega ao GitHub para ajudar a escrever código

11 meses atrás 115

A GitHub melhorou o Copilot e passa a integrar o modelo GPT-4 da OpenAI no assistente. A atualização, que faz parte de uma visão mais abrangente intitulada Copilot X, pretende proporcionar uma experiência semelhante à do ChatGPT dentro dos editores de código, fazendo com que o algoritmo reconheça e explique o código e recomende alterações e melhorias.

O chat Copilot da GitHub está disponível atualmente em versão de previsualização técnica e funciona como um verdadeiro assistente de código, à semelhança do que acontece com o novo Copilot das aplicações Microsoft 365. O assistente pode ficar ‘adormecido’ ao lado do ambiente de desenvolvimento e aguardar por comandos, como pedidos de clarificação, análises de segurança e viabilidade ou recomendações de melhorias, explica o The Verge.

Thomas Dohmke, CEO da GitHub, detalha que “é uma ideia semelhante ao chat do Bing ou a barra do Edge, mas trazemos isso para o fluxo do developer e ajudamos a completar a imagem (…) podemos pedir [ao Copilot] para corrigir o código, que nos explique o código e que escreva uma unidade de testes”.

O sistema vai permitir também a criação de código sem ser necessário um teclado, aceitando comandos de voz. A solução completa só é possível graças à utilização de uma mistura de vários modelos de Inteligência Artificial da OpenAI, desde o Codex para velocidade ao GPT-4 para tarefas de maior precisão.

A GitHub vai usar IA para analisar os repositórios de código aberto periodicamente, para ajudar os programadores a obter respostas de forma mais rápida.

O sistema Copilot X inicialmente deve estar disponível apenas dentro do Microsoft Visual Studio e Visual Studio Code, mas a GitHub quer alargar depois para outros ambientes de programação.

O Copilot já ajudou a melhorar a produtividade de mais de um milhão de pessoas, com os programadores a conseguirem desenvolver código 55% mais rápido, revelam os dados da própria GitHub.  

Ler artigo completo