Iceberg A-68 despejava mais de 1,5 mil milhões de toneladas de água doce

3 meses atrás 30

O A-76 é atualmente o maior iceberg do mundo, um posto que era detido pelo A-23A, com cerca de 3.880 quilómetros quadrados. No entanto, o iceberg A-68, que também já foi, por um curto período de tempo, o maior do mundo, teve uma particularidade interessante.

O iceberg A-68 despejava um enorme volume de água doce no oceano.

iceberg A-68 desapareceu no início de 2021...

O iceberg A-68 tinha uma área de quase 6 mil quilómetros quadrados quando se “libertou” da Antártida, em 2017. Segundo informações recentes, este iceberg encontrava-se a despejar mais de 1,5 mil milhões de toneladas de água doce no oceano todos os dias aquando do auge do seu derretimento.

Para se ter uma noção de comparação, o volume de água despejada corresponde a cerca de 150 vezes a quantidade de água usada diariamente por todos os cidadãos do Reino Unido.

No início do ano passado o iceberg A-68 desapareceu e a principal questão colocada agora pelos investigadores é qual terá sido o impacto que o A68 teve no meio ambiente.

Uma equipa liderada pela Universidade de Leeds analisou todos os dados de satélite para calcular as dimensões mutáveis do gigante iceberg, à medida que se movia pelo Oceano Antártico e para o Atlântico Sul.

De referir que em abril de 2021, o A-68 já se encontrava partido em inúmeros pequenos fragmentos, mas os impactos no ecossistema terão uma vida muito maior.

Numa entrevista à BBC, o oceanógrafo biológico Geraint Tarling, referiu que...

Achamos que há um sinal muito forte na mudança da flora das espécies de fitoplâncton em torno do A-68, e também na depositação real de material nas partes mais profundas do oceano

Os icebergs tabulares gigantes, ou de topo plano, são agora reconhecidos por terem uma influência considerável onde quer que passem.

Leia também...

Ler artigo completo