"Já nada sei", de Luís Diogo, vence prémio de melhor filme estrangeiro em Nova Iorque

10 meses atrás 165

"Já nada sei" é a terceira longa-metragem de Luís Diogo, depois de "Pecado fatal" e "Uma vida sublime", produzida em conjunto com o Cine Clube de Avanca e a Filmógrafo, e tem Duarte Miguel, Ana Aleixo Lopes e Susie Filipe nos papéis principais.

É já o quarto prémio de melhor filme estrangeiro que "Já nada sei" vence em festivais norte-americanos, depois dos galardões dos festivais de Alameda, Alexandria e do Treasure Coast International Film Festival, a que se juntam ainda outros dois prémios de melhor filme, nos festivais de Darbhanga e Lifft Filmotsav, na Índia, conforme o palmarés disponível na plataforma Internet Movie Data Base (IMDb).

Rodado maioritariamente em Oliveira de Azeméis, o filme conta a história de Ricardo e Ana, um casal na casa dos trinta, escolhido para um documentário sobre casais felizes.

"Durante 15 dias a equipa do documentário regista depoimentos do casal, de amigos, familiares e colegas, só que Ricardo quer separar-se há já algum tempo, mas não tem coragem de o fazer".

O documentário obriga-o a refletir sobre a relação e, na busca de respostas, envolve três amigos que demonstram opiniões diferentes sobre a sua relação, e a cada nova conversa, Ricardo fica ainda mais confuso, descreve a sinopse.

"Já nada sei" estreia-se nas salas portuguesas no próximo dia 27, e pode ser visto em cinemas de Lisboa, Porto, Almada, Castelo Branco, Coimbra, Gaia, Ovar, Paços de Ferreira, Tavira, Viseu e Açores, adianta o Cine Clube de Avanca.

Ler artigo completo