Japoneses também mudaram-se de “armas e bagagens” para Xangai

10 meses atrás 158

Além da forte ofensiva europeia, o Salão de Xangai também está a ser palco de muitas novidades por parte dos construtores japoneses.

O Salão de Xangai, na China, caminha a passos largos para ser o evento automóvel do ano. E a derradeira prova disso é o facto de os principais construtores europeus se terem mudado de “armas e bagagens” para o certame asiático.

BMW, Mercedes-Maybach, Volkswagen, Porsche, Polestar, Smart, MINI foram a Xangai mostrar novidades em estreia mundial, o que diz muito da relevância deste salão automóvel.

A NÃO PERDER: Luxo e opulência para o primeiro elétrico da Maybach. Não podia ser de outra forma

Ainda assim, não se pode dizer que a aposta das fabricantes europeias no Salão de Xangai seja surpreendente, afinal este já é, para muitas delas, o seu maior mercado.

Mas a Europa não está sozinha nesta estratégia. Também as principais fabricantes japonesas estão muito atentas ao mercado chinês e isso ficou bem notório nesta edição do Salão de Xangai, que contou com novidades importantes da Toyota, Honda e Nissan.

Honda faz aposta tripla para a China

A Honda, por exemplo, já fez saber que a partir de 2035 quer vender apenas automóveis 100% elétricos na China. E para isso, já está a preparar uma ofensiva de 10 novos modelos elétricos a lançar nos próximos cinco anos.

Honda protótipos China© Honda Um “trio” de protótipos que na verdade até são quatro: mas do e:N GT Concept que surge à direita da imagem, a Honda não fez qualquer comentário…

Os primeiros já foram antecipados pelo trio de protótipos que a Honda levou a Xangai, com destaque para os e:NP2 e o e:NS2, que antecipam dois modelos que vão iniciar comercialização no mercado chinês no início de 2024.

Estes dois protótipos partilham, de resto, muitos elementos visuais, ainda que apresentem dianteiras distintas. A Honda ainda não divulgou especificações, mas já fez saber que o e:NP2 será produzido pela GAC Honda e que o e:NS2 será feito pela Dongfeng Honda, as duas parceiras da marca japonesa na China.

Honda eNS2© Honda Honda e:NS2 Prototype

Já o e:N SUV também antecipa um futuro modelo de produção a lançar na China até ao final de 2024, maior que os e:NP2 e e:NS2, para «atacar» segmentos mais altos. É provável, ainda, que este protótipo dê origem a dois modelos distintos.

Honda eN SUV© Honda Honda e:N SUV

Nissan promove SUV futurista

A Nissan também marcou presença no Salão de Xangai com o Arizon, um protótipo que antecipa um SUV futurista, 100% elétrico, concebido exclusivamente para o mercado chinês.

Assente na plataforma CMF-EV, a mesma que serve de base ao Nissan Ariya, o Arizon tem dimensões superiores ao Qashqai e aposta numa imagem mais agressiva, marcada por linhas muito vincadas e um aspeto muito musculado.

Nissan Arizon traseira© Nissan O protótipo Arizon assenta na mesma plataforma do Nissan Ariya

A Nissan não revelou as especificações deste protótipo, mas importa recordar que esta plataforma permite várias configurações, desde logo o recurso a um ou a dois motores elétricos, bem como a um pack de baterias com 87 kWh de capacidade.

A Nissan já fez saber que pretende lançar 27 novos modelos eletrificados até 2030, dos quais 19 serão propostas 100% elétricas. O Arizon dá indicações sobre de como poderá ser uma dessas propostas.

Nissan Arizon habitáculo© Nissan Para o Arizon a Nissan apostou num habitáculo muito minimalista, que quase pode ser visto como a evolução natural do interior que conhecemos do Ariya

Toyota antecipou dois novos elétricos

Também a Toyota respondeu “presente” e apareceu em Xangai com uma dupla de protótipos que vão estar na origem de dois modelos elétricos de produção a lançar já em 2024 na China. Contudo, não está descartada a possibilidade de virem a ser vendidos noutros mercados.

O primeiro, o Toyota bZ Sport Crossover Concept, antecipa um crossover elétrico, de linhas desportivas, que a marca nipónica diz ter os jovens da Geração Z como principal alvo.

Já o segundo, o bZ FlexSpace Concept, também elétrico, antecipa um modelo mais orientado para as famílias, uma vez que promete um interior muito espaçoso e um maior foco no conforto.

Toyota bz Sport e bz FlexSpace© Toyota

Ambos os protótipos mostram interiores minimalistas e com uma forte vertente tecnológica, que deverão ser herdados pelos modelos de produção.

Ambos assumem as soluções visuais que já tínhamos visto no bZ Compact SUV Concept, o protótipo que antecipa um SUV 100% elétrico para a Europa e que se vai posicionar abaixo do bZ4X.

2 imagens

Quanto às especificações do bZ Sport Crossover Concept e do bZ FlexSpace Concept, a Toyota ainda não as divulgou.

Por outro lado confirmou que o primeiro será produzido e vendido pela FAW Toyota Motor e que o segundo será feito e comercializado pela GAC Toyota Motor, que já produz o bZ4X para a China.

Ler artigo completo