Jorge Silva Melo. Encenador homenageado pelos Artistas Unidos um ano depois da morte

11 meses atrás 126

Mais de uma dezena de atores vão subir esta terça-feira ao palco do Teatro da Politécnica, em Lisboa, para ler excertos de alguns dos textos mais marcantes da companhia fundada por Jorge Silva Melo - os Artistas Unidos.

O dia conta também com a estreia de "Foi Assim", de Jon Fosse, e com o ator José Raposo.

O diretor dos Artistas Unidos explica à jornalista Rita Fernandes que não se trata de lembrar a morte de Jorge Silva Melo, mas sim de sublinhar a vida do encenador.

Excertos de "Prometeu Agrilhoado/Libertado", por Andreia Bento e de "Fala da Criada dos Noialles que no fim de contas vamos descobrir chamar-se também Séverine numa noite do Inverno de 1975 em Hyères", por Nuno Gonçalo Rodrigues.


A entrada é livre.
Ler artigo completo