Morreu Takeoff, um dos membros dos Migos

2 meses atrás 48

pub

Fotografia: Direitos Reservados

Publicado a: 01/11/2022

Um dos actores principais na mudança de flow do rap moderno.

Fotografia: Direitos Reservados

Publicado a: 01/11/2022

Kirsnick Khari Ball, mais conhecido como Takeoff, uma das três partes do relevante grupo Migos, foi morto esta terça-feira em Houston. Segundo a TMZ, a altercação que levou ao disparo fatal aconteceu durante um jogo de dados num salão de bowling. O rapper tinha 28 anos.

É impossível falar do rap pós-2010 sem mencionar o trio de Atlanta, que influenciou tudo à sua volta com a sua química (baseada em laços familiares) e um triplet flow viciante e cheio de identidade. De “Versace” a “Bad and Boujee” (que, curiosamente, não contou com a participação do autor de The Last Rocket), passando pelos três volumes de Culture, discos fundamentais para se contar a história do (t)rap, o impacto é real e palpável ainda nos dias de hoje. Em 2019, antes da estreia em Portugal no Super Bock Super Rock (que também mereceria apontamento em reportagem), explicava-se por aqui a sua caminhada triunfante enquanto parte de uma cultura em constante renovação.

Tido como o membro mais discreto dos Migos, Takeoff era também considerado por muitos o mais desenvolvido tecnicamente, chamando para si as atenções cada vez que entrava com a sua entrega e voz fumarenta — “Cross The Country“, “Deadz“, “Jabroni” ou “Made Men” são quatro exemplos diferentes da sua capacidade de roubar os holofotes. Com apenas um álbum a solo, lançado em 2018, e várias participações em canções de Lil Wayne, Gucci Mane, Roddy Ricch, Pop Smoke ou DJ Khaled, o artista estava a viver actualmente uma nova fase da sua carreira na companhia do seu tio Quavo: em dupla (Offset deixou de fazer parte da equação) criaram o longa-duração Only Built For Infinity Links.


pub

Últimos da categoria: Curtas

Ler artigo completo