Moscovo anuncia que vai tomar medidas contra NATO

1 semana atrás 30

“Constatamos que os nossos adversários na Europa e nos Estados Unidos não são partidários do diálogo. E, a julgar pelos documentos adotados na cimeira da NATO, não são partidários da paz”, disse Peskov. 

Dmitri Peskov, o porta-voz da Presidência russa, disse esta quarta-feira que Moscovo está a planear medidas para “contrariar a séria ameaça” da NATO.  

“Somos obrigados a analisar muito cuidadosamente as decisões que foram tomadas (na cimeira de Washington, quarta-feira), as discussões que tiveram lugar e analisar muito cuidadosamente o texto da declaração que foi adotada. Trata-se de uma ameaça muito grave à segurança nacional”, afirmou Peskov.  

“(A declaração) vai obrigar-nos a tomar medidas ponderadas, coordenadas e eficazes para conter a NATO”, disse ainda, não especificando as medidas.  

“Constatamos que os nossos adversários na Europa e nos Estados Unidos não são partidários do diálogo. E, a julgar pelos documentos adotados na cimeira da NATO, não são partidários da paz”, disse Peskov. 

“A Aliança (Atlântica) é um instrumento de confrontação, não de paz e segurança”, acrescentou. 

Ler artigo completo