Negociadores internacionais voltam a tentar acordo para trégua em Gaza

1 mes atrás 39

Segundo a Agência France Prece, trata-se de uma estação de televisão "próxima" dos serviços secretos egípcios.

Como mediadores, o Egito, o Qatar e os Estados Unidos tentam obter uma trégua na guerra desencadeada pelo ataque sem precedentes do Hamas contra Israel, a 07 de outubro do ano passado.

Um acordo de tréguas permitiria a libertação de reféns detidos em Gaza em troca de prisioneiros palestinianos detidos por Israel.

No domingo, a vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, pediu um cessar-fogo temporário de seis semanas na Faixa de Gaza, que Israel e o Hamas estão a negociar, seja posto em prática "imediatamente".

"Dada a imensa escalada de sofrimento em Gaza, deve haver um cessar-fogo imediato durante, pelo menos, as próximas seis semanas, [o plano] que está atualmente sobre a mesa", disse Kamala Harris em Selma, no Estado norte-americano do Alabama, onde fez um discurso para comemorar o aniversário da marcha pelos direitos civis.

Harris vai reunir-se hoje na Casa Branca com um membro do Gabinete de Guerra israelita, Benny Gantz, um encontro no qual deverá reiterar a posição dos Estados Unidos de pretender um cessar-fogo temporário para levar mais ajuda humanitária a Gaza e libertar os reféns.

Leia Também: Hezbollah lança cinco ataques a partir do Líbano contra alvos israelitas

Ler artigo completo