Nissan vai acabar com Navara e fecha fábrica em Barcelona

1 semana atrás 4

A Nissan anunciou que pretende encerrar a fábrica de Barcelona até final do ano, retirando do mercado a sua pick-up Navara. A decisão já era esperada, face à queda de vendas desta classe de veículos.

Nos últimos dias começou a correr o rumor que a Nissan se preparava para terminar com a vida comercial na Europa da sua pick-up Navara, uma das mais populares do mercado, mas agora veio a confirmação oficial da empresa japonesa. Afirma o comunicado que “a produção da Navara terminará com o encerramento da fábrica” que o construtor japonês possui em Barcelona, com “o fim das vendas a surgir de seguida”.

Para a Nissan, “esta decisão surge na sequência da contínua redução das vendas de que têm enfermado as pick-up no mercado europeu”, segundo afirmam os responsáveis pela Nissan, “com muitos clientes a optarem por veículos mais eficientes”, referindo-se a consumo e emissões. Tão pouco ajudou à quebra das vendas da Navara o facto de a Renault e da Mercedes terem desistido das respectivas pick-up em 2020, também elas fabricadas em Barcelona, sobre o chassi da Navara.

O construtor nipónico informou que a saída da Navara da Europa não implica que deixe de ser produzida e vendida na Tailândia, país a partir do qual é exportada para a Austrália. Mercados em que o legislador não faz tanta pressão para privilegiar modelos electrificados, tanto mais que a rede de postos de carga nestes locais está longe de cobrir todo o território.

O mercado europeu consumiu 116 mil pick-ups em 2020, depois de ter atingido 165.121 unidades em 2018, um desacelerar contínuo que permitia prever o fim agora anunciado. Os modelos mais populares no Velho Continente são a Ford Ranger e a Toyota Hilux, com a Mitsubishi L200, de acordo com o Automotive News, a poder ser retirada no mercado nos próximos anos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ler artigo completo