Novo BMW X3 ainda com motor Diesel mas sem versão elétrica

3 semanas atrás 60

A nova geração do BMW X3 vai chegar a Portugal no final do ano e já tem preços conhecidos para o nosso país.

A BMW acaba de revelar a quarta geração do seu SUV de tamanho médio, o X3. Antes de olharmos para o que mudou, importa já dizer que, ao contrário do que muitos antecipavam, esta nova geração não apresenta nenhuma versão elétrica e… não deverá ter.

Porém, há planos para um substituto direto do BMW iX3. Confuso? Nós explicamos. É que o futuro iX3, previsto para 2025, não será baseado nesta nova geração do X3 agora revelado.

BMW X3 2024 traseira© BMW

Se o novo X3 aposta numa evolução da plataforma CLAR do antecessor, o futuro iX3, antecipado pelo protótipo BMW Vision Neue Klasse X, será o primeiro de uma nova geração de elétricos da marca de Munique com direito a plataforma própria. Ou seja, vai seguir a receita dos novos Mini Cooper, em que as variantes a combustão e elétricas, apesar de praticamente idênticas por fora, assentam em bases distintas.

E o mesmo vai acontecer com a próxima geração do Série 3, que será acompanhado por uma variante 100% elétrica distinta, antecipada pelo protótipo Vision Neue Klasse.

Soluções para (quase) todos

Dito isto, nem por isso a escolha de motorizações no novo BMW X3 é reduzida, muito pelo contrário. A nova geração do conhecido SUV da BMW está disponível com uma vasta gama de motorizações, que inclui opções a gasolina, Diesel e híbridas plug-in.

Na base da gama encontramos o X3 20 xDrive, que equipa um motor de quatro cilindros a gasolina, turbo, com 2,0 l, que entrega 190 cv e 310 Nm.

Porém, graças ao sistema mild-hybrid de 48 V (presente em todas as versões, com exceção da variante híbrida plug-in), estes números podem subir até aos 208 cv e 330 Nm, graças à presença de um pequeno motor elétrico com 13 kW (18 cv). Este é alimentado por uma bateria com 0,96 kWh de capacidade.

A oferta exclusivamente a gasolina é complementada pelo X3 M50 xDrive, que oferece 398 cv de potência máxima e 580 Nm de binário máximo, números que lhe permitem cumprir o sprint dos 0 aos 100 km/h em 4,6s. A velocidade máxima está limitada eletronicamente aos 250 km/h.

BMW X3 2024© BMW

É a versão mais desportiva da gama (pelo menos para já), pelo que este X3 equipa de série elementos como suspensão desportiva M, direção com desmultiplicação variável, travões M, diferencial traseiro desportivo M e jantes M de 20″.

Diesel ainda presente

O novo BMW X3 continua a dispor de uma motorização Diesel, que recorre a um bloco de quatro cilindros com 2,0 l, que entrega 197 cv de potência máxima e 400 Nm de binário máximo. Ao mesmo tempo anuncia um consumo combinado em ciclo WLTP de 5,8 l/100 km, o que lhe permite anunciar uma autonomia superior a 1000 km.

BMW X3 2024 grelha© BMW

Nesta configuração, o BWM X3 é capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em 7,7s e de atingir os 215 km/h de velocidade máxima.

Mais tarde, durante o verão do próximo ano, a gama do BMW X3 vai receber uma nova motorização Diesel, desta vez com um bloco de seis cilindros em linha.

Até 90 km de autonomia elétrica

Com a saída de cena do BMW iX3, o X3 30e xDrive passa a ser a única variante do X3 capaz de circular em modo 100% elétrico, pois é um híbrido plug-in.

Este «casa» o motor de 2,0 l turbo a gasolina (190 cv) com um motor elétrico (135 kW ou 184 cv) montado na dianteira, que é alimentada por uma bateria de iões de lítio com 19,7 kWh de capacidade útil.

Contas feitas, o BMW X3 30e xDrive anuncia 299 cv de potência máxima combinada e 450 Nm de binário máximo combinado, números que lhe permite passar dos 0 aos 100 km/h em 6,2s e chegar aos 215 km/h de velocidade máxima.

bmw x3 perfil© BMW

Quanto à autonomia 100% elétrica, o construtor germânico anuncia um máximo de 90 km de acordo com o ciclo WLTP, um número que surge um pouco abaixo dos 130 km de autonomia elétrica reivindicados pelo Mercedes-Benz GLC 300e 4Matic. Uma diferença que pode ser justificada pela bateria maior, com 23,4 kWh líquidos.

Comum a todas as versões do X3, independentemente da energia que os move, é o facto deste modelo contar sempre com tração às quatro rodas (sistema xDrive), caixa automática de oito velocidades e com vetorização de binário.

Cresceu em todos os sentidos

Com 4,76 m de comprimento, 1,92 m de largura e 1,66 m de altura, o BMW X3 cresceu em todos os sentidos e está maior do que os seus dois principais rivais, o Mercedes-Benz GLC e o Audi Q5.

Contudo, o que salta imediatamente à vista é mesmo o novo desenho exterior, que segue a mesma linha que vimos recentemente em modelos como o novo Série 1.

Na dianteira, o grande destaque vai para a grelha composta por um “duplo rim” de grandes dimensões, que pode assumir várias decorações interiores. A mais vistosa apresenta barras verticais e diagonais, sendo que a moldura exterior pode ser iluminada.

A assinatura luminosa também é nova e adota, na dianteira, a forma de dois “L” sobrepostos. De forma opcional é possível contar com faróis de matriz de LED com elementos em azul, como já é tradição na marca bávara.

BMW X3 2024 traseira© BMW

Na traseira encontramos farolins com um desenho mais rasgado, um vidro posterior mais estreito e um para-choques menos trabalhado: só na versão M50 xDrive é que temos direito a difusor de ar traseiro e a saídas de escape à vista.

De perfil, as linhas continuam a ser muito fiéis ao que já conhecemos deste modelo, que conta, de série com jantes de 18″ (19” na versão 30e xDrive). De forma opcional é possível montar conjuntos de até 21”.

Interior é familiar

No interior, não existem grandes novidades a destacar, uma vez que o novo X3 adota um estilo semelhante ao que a BMW tem vindo a introduzir em todos os seus modelos.

Mesmo assim, importa notar que este SUV recorre ao já conhecido painel curvo da BMW (BMW Curved Display), que combina dois ecrãs: um de 10,25” para a instrumentação e outro com 14,9” para o sistema de infoentretenimento.

Equipado com o sistema operativo iDrive 9.0, o mais avançado até agora, o BMW Curved Display permite integração com Android Auto e Apple CarPlay e conta com uma ligação permanente à internet.

Felizmente, continua a ser possível operar o sistema multimédia com um comando rotativo, montado na consola central. Quando aos comandos para a climatização, parte deles passam a estar integrados nos novos módulos que a BMW colocou junto dos puxadores das portas dianteiras.

x3 2024 bancos© BMW

Por ter crescido em todos os sentidos, o novo X3 promete ainda mais espaço a bordo, sobretudo para quem viaja nos lugares traseiros.

Quanto à capacidade da bagageira, está fixada nos 570 litros, sendo que com os bancos traseiros rebatidos este número pode crescer até aos 1700 litros. A versão híbrida plug-in tem menos capacidade, como já acontecia, por culpa do posicionamento da bateria: anuncia 460 litros na configuração normal e até 1600 litros com os bancos traseiros rebatidos.

Quanto vai custar?

Tal como referimos acima, o novo BMW X3 vai chegar ao mercado português no final do ano, sendo que a produção vai iniciar-se já a partir do mês de agosto, em Spartanburg, nos EUA. A exceção é a versão híbrida plug-in, que só começa a ser produzida em outubro, mas na fábrica da BMW em Rosslyn, na África do Sul.

Quanto aos preços para Portugal, arrancam nos 71 800 euros da versão X3 20 xDrive e vão até aos 97 800 euros da variante X3 M50 xDrive.

Lista de preços completa:

BMW X3Preço
X3 30e xDrive75 690 €
X3 20 xDrive71 800 €
X3 M50 xDrive97 800 €
X3 20d xDrive73 600 €
Ler artigo completo