O sistema inteligente e altamente complexo a bordo da Artemis 1 da NASA… é um iPad

1 semana atrás 26

Depois de vários adiamentos, a missão Artemis descolou e rumou à Lua. Além dos objetivos traçados, sendo o primeiro chegar à orbita lunar, a nave espacial leva também a missão de testar novas tecnologias, que poderão ser o futuro no que toca aos voos espaciais. O projeto chama-se Callisto e é uma destas tecnologias, que tem por trás uma grande colaboração entre Lockheed Martin, Amazon e Cisco.

Este é um dos computadores de bordo da cápsula Orion. Um iPad totalmente modificado com software Cisco e um assistente baseado na Alexa. Além de querer demonstrar como as tecnologias de voz, IA e videoconferência podem funcionar no espaço, o tablet da Apple tem uma função aberta bastante curiosa: podemos enviar mensagens de uma aplicação para o espaço!

Ilustração Callisto num ipad dentro da nave Orion da NASA na missão Artemis rumo à Lua

Artemis: Mas porquê um iPad na nave espacial?

Há uma boa razão para enviar um iPad para o espaço. Callisto é o sistema de bordo que a Lockheed Martin, Amazon e Cisco implementaram para a missão Artemis 1. Uma combinação de hardware e software para projetar um sistema que fornece informações e comunicação em tempo real para a tripulação (lembre-se que o Artemis II será o primeiro voo tripulado, e será feito na cápsula Orion).

Ao longo da missão, certas figuras são convidadas a viajar virtualmente através do Callisto. Algo que, além do facto curioso, também permitirá testar como certas tecnologias funcionam dentro da cápsula. Grande parte do processamento é feito localmente, para não precisar de nenhum tipo de ligação.

Imagem do sistema Callisto a correr num iPad dentro da nave Orion da Artemis 1 da NASA que orbita a Lua

Do lado da Amazon, a integração com a Alexa servirá para explorar como as tecnologias de reconhecimento de voz podem ajudar os astronautas em futuras missões tripuladas. Poderá perguntar ao astronauta qual é a temperatura da cabine, qualquer informação sobre o estado da cápsula, e até dispositivos de controlo ligados à nave. Como curiosidade, se dissermos à Alexa "Alexa, leva-me à lua", ela dar-nos-á detalhes sobre a Artemis.

"Alexa, leva-nos à Lua"

Estamos já a presenciar as tecnologias comuns em missões altamente sofisticadas, o que nos mostra que o que usamos no dia a dia é já de qualidade "espacial". O software da Cisco, que também alimenta o sistema Callisto, é responsável pelo fornecimento de uma plataforma de videochamada em tempo real, ligando a cápsula à Terra.

Se quisermos enviar uma mensagem à Callisto, podemos fazê-lo a partir do website da Lockheedmartin ou a partir da aplicação Explore Orion. Basta escrever a mensagem, o nosso nome (podemos colocar aqui o que quisermos), e a mensagem pode ser projetada na cápsula.

O Pplware já tem a sua mensagem no espaço.

Ler artigo completo