Operação Maestro. Novas buscas a alegados cúmplices de Manuel Serrão

1 semana atrás 30

11 jul, 2024 - 12:29 • Eduardo Soares da Silva

Segundo a "CNN Portugal", foram realizadas quase 20 buscas em fornecedores de serviços e bens, que terão ficcionado despesas de fornecimento.

A Polícia Judiciária realizou, na manhã desta quinta-fera, cerca de 20 novas buscas no âmbito da Operação Maestro, cujo principal suspeito é Manuel Serrão.

Segundo a "CNN Portugal", as buscas foram feitas a fornecedores de serviços e bens, a maioria ligados a eventos de moda, que terão sido cúmplices de Serrão e ficcionado despesas de fornecimento com faturas falsas.

Manuel Serrão, conhecido comentador desportivo afeto ao FC Porto, foi constituído arguido no final de maio por ser suspeito de ser "o principal mentor" de um alegado esquema fraudulento na obtenção de fundos europeus que terão rendido 39 milhões de euros. Aguarda ainda pelo interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação em liberdade.

A investigação sustenta que, pelo menos desde 2015, Serrão e outros suspeitos "decidiram captar, em proveito próprio e das empresas por si geridas, os subsídios atribuídos à Associação Selectiva Moda e às sociedades No Less e House of Project - Business Consulting".

As primeiras buscas decorreram a 19 de março. São ainda suspeitos António Sousa Cardoso, que liderou a Associação de Jovens Empresários, o jornalista Júlio Magalhães e António Branco e Silva.

Destaques V+

Ler artigo completo