Portugal tenta mais uma vitória na Islândia

9 meses atrás 430

O capitão vai ser titular no Estádio Laugardalsvöllur, como foi anunciado na segunda-feira pelo próprio selecionador Roberto Martinez, numa partida em que Portugal procura o quarto triunfo no agrupamento e continuar totalmente vitorioso no caminho para o próximo Europeu.

Depois de vencer no sábado a Bósnia-Herzegovina (3-0) no Estádio da Luz, em Lisboa, a seleção nacional vai viver apenas o seu terceiro duelo de sempre com os islandeses, segundo em Reiquiavique, depois do triunfo por 3-1 em outubro de 2010, na qualificação para o Euro2012, também no Estádio Laugardalsvöllur.

Este é o primeiro encontro entre as duas nações desde a fase final do Euro2016, que Portugal viria a conquistar, com um empate (1-1) registado no jogo de estreia das duas equipas na competição que decorreu em França.

O selecionador de Portugal, Roberto Martinez, já admitiu que vai fazer alterações relativamente ao último onze inicial apresentado, abrindo uma janela de oportunidades para Rafael Leão, Gonçalo Inácio ou Rúben Neves, que não constaram nas escolhas iniciais no último encontro.

Na conferência de imprensa de antevisão ao duelo frente à Islândia, Cristiano Ronaldo falou da marca que irá atingir neste mesmo encontro. "O jogo 200 pela seleção, combinar com golo, era excelente. No entanto, tenho de frisar que o mais importante é a equipa estar bem. A equipa tem de continuar o caminho para o Europeu. Fizemos três bons jogos, amanhã esperamos fazer o quarto. Se marcar fico feliz, mas a equipa ganhar é o mais importante", começou por dizer.

Sobre a dureza dos islandeses o capitão afirmou: "Já estou acostumado. Em 20 e tal anos de carreira, tenho marcas em todo o lado, nas pernas, nas costas... Nada que me surpreenda. Temos de mostrar que somos melhores do que eles. Sabemos que vai ser um jogo difícil, contra uma equipa boa fisicamente. Vamos tentar ganhar o jogo".

O Islândia-Portugal, da quarta jornada do Grupo J de qualificação para o Euro2024, está agendado para as 19h45 de Lisboa e terá arbitragem do alemão Daniel Siebert.

A equipa das quinas lidera o grupo com nove pontos, seguida da Eslováquia, que tem sete, e do Luxemburgo, terceiro, com quatro. Bósnia e Islândia seguem com três, nos quarto e quinto lugares, respetivamente, enquanto o Liechtenstein é último, sem pontos.

Apenas os dois primeiros colocados do agrupamento se qualificam para a fase final do Euro2024, que vai decorrer na Alemanha.

Ler artigo completo