São cada vez mais os alunos estrangeiros em qualquer grau no ensino superior

1 mes atrás 48

InfoCursos

20 jun, 2024 - 00:01 • Cristina Nascimento

No curso de Medicina Dentária da Universidade Fernando Pessoa 70% dos alunos inscritos são estrangeiros. No ano letivo 2022/2023 havia 13% de alunos estrangeiros, mais 1% do que no ano letivo anterior.

Veja também:

Há quase 50 cursos no Ensino Superior com taxa de desemprego zero

O número de estrangeiros inscritos em qualquer grau do ensino superior subiu no último ano letivo.

Segundo os dados divulgados esta quarta-feira no portal InfoCursos, no ano letivo de 2022/2023 havia, no total, 13% dos alunos eram estrangeiros, uma subida de um ponto percentual face ao ano letivo anterior.

Por grau de ensino, nos mestrados de segundo ciclo mais de um quarto dos alunos são estrangeiros (26,2%), quando no ano letivo anterior eram 23,7%.

Nos cursos técnicos superiores profissionais, 20,1% dos alunos são estrangeiros, quase três pontos percentuais acima do ano anterior.

Nos mestrados integrados também se regista um aumento de 14,3% para 16,8% e nas licenciaturas subiram de 12,6% para 13,5%.

No Porto, na Universidade Fernando Pessoa, 70% dos alunos do mestrado integrado de Medicina Dentária são estrangeiros. A formação nesta área tem, aliás, uma forte procura por estrangeiros. O mestrado integrado no Instituto Universitário de Ciências da Saúde ou no Instituto Universitário Egas Moniz têm, respetivamente, 63% e 48% de alunos estrangeiros.

Outro curso que chega a ter 70% de estrangeiros como alunos é a licenciatura em Fisioterapia, lecionado no politécnico Escola Superior de Saúde Atlântica.

O portal InfoCursos reúne dados sobre quase 1.500 cursos lecionados no ensino superior em Portugal, em escolas públicas, privadas, em universidades ou politécnicos.

Destaques V+

Ler artigo completo