Schmidt: «Tentámos com o John na frente, mas nada resultou hoje»

2 meses atrás 14

Roger Schmidt, treinador do Benfica, em declarações à Sport TV, depois do empate sem golos diante do Vitória, em Guimarães, em jogo da 8.ª jornada da Liga:

Foi difícil encontrar espaços diante deste Vitória?

- O Vitória fez um bom jogo, muito organizado, como já esperávamos. Tínhamos analisado o adversário, sabíamos que não ia ser fácil marcar golos. Não tivemos muitas oportunidades como habitualmente temos. Quando não conseguimos marcar, o melhor é ficar com pontos. É melhor empatar, porque também é muito fácil perder este tipo de jogos.

Que mensagem é que passou aos jogadores ao intervalo?

- Não jogámos com a intensidade que precisávamos, não nos movimentámos bem, a bola não fluiu, não houve conexão entre os jogadores. Tentámos uma abordagem diferente para o segundo tempo, mas temos de aceitar.

O que procurou com as alterações? O que pretendeu com a entrada de John Brooks para a frente?

- Procurámos nova energia. A certo ponto é preciso de jogadores frescos, armas diferentes. Tentámos com o John na frente, mas temos de aceitar que nada resultou hoje.

Como está a equipa depois de perder os primeiros pontos?

- Não estávamos à espera de ganhar todos os jogos até ao fim. A época não vai ser fácil, como vimos hoje. As equipas frente ao Benfica ficam mais motivadas, defendem de forma entusiástica, temos de estar preparados para isso e olhar para a frente.

Ler artigo completo