Sexta-feira farta: novos trabalhos de NxWorries, Richie Campbell & Van Zee, André Fernandes e Don Toliver

4 semanas atrás 69

Esta sexta-feira, todos os caminhos devem ir dar a Il-Brutto, que acaba de se estrear com um primeiro LP a “solo” — FUSCO vem assinado em nome próprio mas apresenta-se recheado de convidados e está hoje em destaque no Rimas e Batidas através de uma entrevista conduzida por Ricardo Farinha.

Mas há mais para escutar proveniente tanto de dentro como de fora de portas. São 4 os discos que hoje fazem escorrer tinta em mais um resumo de final de semana com selo ReB, mas caso tenham a ousadia para trilhar território menos explorado podem também dedicar um pouco da vossa atenção ao que lançaram Novos Românticos (Saudade Internacional), Sideshow (F.U.N. T.O.Y.), DELLAFUENTE (Torii Yama), Deem Spencer (all these crying birds), $UICIDEBOY$ (New World Depression), µ-Ziq (Grush), Kneecap (Fine Art), DJ Quik & Problem (Chupacabra), nusar3000 (3000), Normani (DOPAMINE), Fana Hues (Moth), Zsela (Big For You), KRM & KMRU (Disconnect), Raveena (Where the Butterflies Go in the Rain), RJD2 (Visions Out Of Limelight), Hermanos Gutiérrez (Sonido Cósmico), LUCKI (GEMINI!), Moneybagg Yo (SPEAK NOW), skaiwater (#gigi), Martha Skye Murphy (Um), Caroline Shaw and Sō Percussion (Rectangles and Circumstance) e John Grant (The Art of the Lie).


[NxWorries] Why Lawd?

A pedido de inúmeras famílias, a igreja de NxWorries volta a pregar aos seus fieis o R&B e neo-soul mais luxuosos do panorama. Anderson .Paak e Knxwledge reunem esforços uma vez mais para dar continuidade ao brilhante Yes Lawd!, trabalho que os apresentou ao mundo como dupla numa edição da Stones Throw Records, que volta a selar este novo Why Lawd?. São 19 faixas de toque sedoso, recheadas de samples poeirentos e uma das vozes mais únicas da música negra contemporânea, aos quais se juntam ainda os contributos de Earl Sweatshirt, Snoop Dogg, Thundercat, H.E.R. ou Dave Chapelle.


[Richie Campbell & Van Zee] IT WILL HURT BOTH WAYS

Nos últimos dias instalou-se uma questão na cabeça de praticamente todos aqueles que estão sintonizados com a música urbana nacional. Richie Campbell e Van Zee foram incansáveis a promover nas redes sociais um misterioso projecto a quatro mãos, IT WILL HURT BOTH WAYS, cujo formato era desconhecido. Lançado pela Bridgetown, sabemos agora que se trata de um duplo single, com “Even” e “Born Rich”, que contou com produção de FRANKIEONTHEGUITAR e Mizzy Miles. Um contraste interessante entre dois artistas impactantes da cena R&B nacional, com um veterano que nunca perde o brio a cada lançamento e um newcomer que tem mostrado saber a receita para um sauce irresistível.


[André Fernandes] Centauri Hades

Será jazz amorfo? Rock com vincada pegada industrial? Música electrónica que um dia sonhou ser outra coisa qualquer? É tudo isso e muito mais o novo álbum de André Fernandes, celebrado guitarrista e compositor lisboeta que é dono de um invejável currículo, ao ponto de já ter tido a oportunidade de contracenar com nomes como Mário Laginha, Perico Sambeat, Susana Santos Silva, Maria João ou Nélson Cascais. Neste Centauri Hades, Fernandes parte em direcção ao desconhecido ao longo de 10 faixas, entre as quais conseguimos também escutar participações de José Pedro Coelho ou João Mortágua.


[Don Toliver] HARDSTONE PSYCHO

Pupilo de Travis Scott na sua editora Cactus Jack, Don Toliver é um dos mais recentes artistas a ascender ao estrelato dentro da estética trap, muito graças a discos anteriores como Heaven Or Hell (2020) ou Love Sick (2023). Com concerto marcado para a edição deste ano do festival Sudoeste, o rapper de Houston, Texas, revelou hoje quais os novos temas que leva consigo para a estrada, todos eles encapsulados neste HARDSTONE PSYCHO e dignos de ser entoados em uníssono num qualquer estádio a romper pelas costuras. Future, Teezo Touchdown, Cash Cobain ou, claro, Travis Scott são alguns dos artistas que seguem ao lado de Toliver na missão que resultou neste longa-duração.

Ler artigo completo