Taremi: Liga das Nações antes de decidir o futuro

11 meses atrás 198

Avançado joga, na tarde desta terça-feira, a final da Liga das Nações pelo Irão. Depois vai estudar as ofertas de mercado

O assédio a Taremi continua, mas o jogador mantém-se imune a todos os rumores que envolvem o seu nome. Na segunda-feira, o Milan, o Al Hilal, o mesmo clube que está interessado em tirar Sérgio Conceição do Dragão, e o Al Nassr, de Cristiano Ronaldo, voltaram a ser falados na Imprensa internacional como estando interessados na contratação do goleador portista, que, para já, não quer ouvir falar de mercado de transferências.

Foi essa a indicação, sabe O JOGO, que o jogador deu ao seu empresário, uma vez que pretende manter o foco total em ajudar o Irão a conquistar a Liga das Nações da CAFA, cuja final se disputa na tarde desta terça-feira (16h30), frente ao Uzbequistão. Depois, vai descansar uns dias e só então se sentará para conversar com o agente, Alireza Nikomanesh, para analisar as ofertas que tem em cima da mesa e decidir se abre negociações ou se as rejeita e fica no Dragão.

Mehdi tem mais um ano de contrato com o FC Porto e a renovação, sublinhe-se, não é um cenário que esteja totalmente afastado, embora nos últimos tempos não tenha havido conversas nesse sentido. A cláusula de rescisão é de 60 milhões de euros, mas os responsáveis portistas sabem que esse é um valor irrealista para um atleta que já completou 30 anos e, sobretudo, que só tem vínculo por mais um ano. Por isso, estão dispostos a negociar com os interessados, mas não pretendem baixar dos 20 milhões de euros.

Ora, segundo informações da Imprensa italiana, o Milan só está na disposição de gastar metade dessa verba na contratação de um avançado, ainda que o futebol italiano seja apelativo para o iraniano, que prefere manter-se na Europa e a disputar as competições europeias no caso de sair do Dragão. Por outro lado, os árabes do Al Hilal e do Al Nassr não têm problemas de tesouraria - pelo contrário - e o clube que contratou Rúben Neves, e que também está interessado em Sérgio Conceição, acena com um contrato de longa duração e um salário que rondará os 10 milhões de euros anuais, como já foi noticiado há algumas semanas. Em todo o caso, como já dissemos, o goleador dos dragões não parece inclinado a seguir as pisadas de vários craques que nos últimos tempos têm trocado o futebol europeu pelo árabe.

Fechar com chave de ouro ao fim de 62 jogos

Taremi só esta tarde vai terminar oficialmente a temporada, à semelhança de Diogo Costa, Pepe, Otávio e Grujic, que têm jogos por Portugal e Sérvia, respetivamente. O final da Liga das Nações da CAFA, frente ao Uzbequistão, será o 62.º jogo da época para o iraniano: 51 ao serviço do FC Porto e onze pela seleção, nos quais já assinou 41 golos (média de 0,66 por partida). Os últimos 12, sublinhe-se, foram marcados em pouco mais de um mês. Depois de ajudar o Irão a chegar à final desta primeira edição da Liga das Nações da Ásia Central, com dois hat-tricks, Mehdi tenta esta terça-feira somar o seu quarto troféu da temporada, para juntar aos três conquistados pelo FC Porto. Se o conseguir, será o primeiro título ao serviço da sua seleção, que não ganha uma competição oficial desde 2008.

Pontaria que fica para a história

Taremi tornou-se no décimo jogador do século XXI a marcar três, ou mais, golos em dois jogos consecutivos de seleções. O último a consegui-lo tinha sido Harry Kane, capitão da seleção inglesa, em novembro de 2021. Na altura fez três à Albânia e quatro a San Marino. Mehdi, recorde-se, assinou dois hat-tricks, frente a Afeganistão e Quirguistão, e na tarde desta terça-feiratem a oportunidade de voltar a fazer história, contra o Uzbequistão. Na lista dos dez jogadores constam vários desconhecidos, mas também um vietnamita que atuou no Leixões, Lê Công Vinh. Talal Al-Meshal (Arábia Saudita), Klose (Alemanha), Okazaki (Japão), Parsemain (Martinica), Ali Ashfaq (Maldivas), Eran Zahavi (Israel) e Ali Mabkhout (Emirados Árabes Unidos) completam a lista.

Ler artigo completo