Valor isento de IRS do subsídio de refeição pago em dinheiro sobe para 6Euro

2 meses atrás 35

"A subida do subsídio de refeição para seis euros traduz-se também na subida do patamar de isenção fiscal", afirmou hoje o ministro das Finanças, Fernando Medina.

Fernando Medina falava numa conferência de imprensa conjunta com as ministras da Presidência, Mariana Vieira da Silva, e da Segurança Social, Ana Mendes Godinho, em Lisboa, para apresentar o novo pacote de ajudas para mitigar o aumento do custo de vida.

Apesar de a medida visar apenas os funcionários públicos -- cujo subsídio de refeição avança 80 cêntimos, dos atuais 5,20 euros para seis euros, o ministro referiu que também terá impacto nos trabalhadores o setor privado que, "recebendo subsídios mais altos, estavam limitados na sua isenção fiscal até 5,20 euros".

O pacote de medidas hoje anunciado contempla ainda um novo aumento salarial de 1% para todos os funcionários públicos.

Ler artigo completo