Venha daí esse Euro!

1 semana atrás 7

Que saudades! Deste lado, o sentimento é este e não temos grandes dúvidas de que desse lado seja idêntico. O pontapé de saída do Campeonato da Europa 2020 é dado com um ano de atraso, por culpa de razões sobejamente conhecidas, que para agora não importam nada. O mais importante é que está tudo pronto para o primeiro jogo.

©Getty /

Roma. Capital italiana. É aqui que tudo começa. No Olímpico de Roma, Turquia e Itália defrontam-se no primeiro jogo do Europeu e será lá que todas as atenções vão estar centradas. Depois de falhada a presença na fase final do Mundial de 2018, a seleção italiana procura apagar esse marco negro da sua história com uma participação positiva neste Euro.

Mancini foi chamado para a arrumar a casa e a verdade é que o seu trabalho tem dado bons frutos: uma qualificação imaculada, com 10 vitórias em 10 jogos e com 37 golos marcados e apenas quatro sofridos. Um bom prenúncio para aquilo que podemos esperar da squadra azzurra, uma equipa recheada de vários nomes consagrados, mas também com vários jovens que começam a assumir-se com preponderância nas escolhas do selecionador, casos de Chiesa e Barella.

No lado contrário, a Turquia apresenta como cartão de visita uma fase de qualificação muito interessante, onde somou uma vitória e um empate frente à campeã mundial França, terminando a fase de grupos na 2.ª posição, precisamente atrás da seleção gaulesa, mas como a melhor defesa (três golos).

©Getty /

Burak Yilmaz é, aos 35 anos, uma das principais figuras da formação turca e chega com a motivação em alta depois de ter conquistado o título de campeão francês ao serviço do Lille, contra todas as perspetivas iniciais. Será uma das ameaças a linha defensiva italiana.

Em termos históricos, a Turquia nunca venceu a Itália (em 10 jogos) e tem aqui uma oportunidade para fazer história. Mas, não esquecer, os italianos jogam em casa. Literalmente.

Ler artigo completo