Ano será marcado por “crescimento moderado do retalho”, revela a CI&T

2 semanas atrás 22

A CI&T, empresa especialista hiperdigital global, identificou as principais tendências do sector de retalho para este ano. De acordo com a empresa, apesar de as vendas a retalho terem aumentado no período antes do natal, os consumidores “continuam a sentir o impacto da conjuntura económica”.

Ainda se faz sentir, um pouco por toda a parte, os sinais desafiantes que as economias têm enfrentado. Este é um panorama que, na perspetiva dos especialistas, se deve prolongar por 2024. Com este sentimento a ser vivido, a maioria dos consumidores passou a ter uma maior preocupação com o volume das despesas.

A CI&T, empresa especialista hiperdigital global, identificou as principais tendências do sector de retalho para este ano. De acordo com a empresa, apesar de as vendas a retalho terem aumentado no período antes do natal, os consumidores “continuam a sentir o impacto da conjuntura económica”. “Em 2024, podemos esperar um crescimento moderado do retalho – os consumidores vão continuar a gastar, mas de forma mais estratégica, uma vez que têm de se adaptar a um contexto de inflação mais elevada”.

Durante este ano, a inteligência artificial (IA) e a IA generativa são dois fatores que vão contribuir para “aumentar a eficiência, sobretudo a dos consumidores que forem às compras com um objetivo em mente, e a dos colaboradores do setor do retalho”.

Segundo a empresa, a IA generativa pode ser encarada como crucial para a otimização da eficiência dos colaboradores, podendo ser utilizada “em dispositivos portáteis, para facilitar o processo de recomendações de produtos quando aconselham os clientes, mas também para compreender padrões de vendas e ser mais eficiente na criação e gestão dos horários de trabalho”.

Para o retalho online, a empresa perspetiva que os comerciantes criem experiências mais personalizadas para os consumidores. Outro aspeto que tem vindo a ganhar importância é “as marcas saberem os preços ideais dos consumidores”, sendo que “as recomendações inteligentes e orientadas por IA podem ter um impacto positivo”.

Este ano também vão existir mais vantagens dos programas de fidelização, um ponto que tem vindo a ter uma grande evolução nos últimos tempos. Em 2024, “os comerciantes mais bem-sucedidos serão os que escolherem aumentar ainda mais as vantagens da fidelização”.

Melissa Minkow, Director, Retail Strategy da CI&T, afirma que “em 2024, os melhores investimentos vão ser aqueles que otimizem ainda mais a infraestrutura, de forma a melhorar também a experiência dos consumidores. As compras devem ser gratificantes e simples para todas as partes envolvidas”.

“As marcas e os comerciantes vão ter de conseguir proporcionar não apenas produtos de qualidade, mas também ganhos de eficiência e experiências cada vez mais personalizadas – para além de outras vantagens que permitam fortalecer a relação com os seus clientes. A IA irá desempenhar um papel relevante”, sublinha Miguel Malaquias Pereira, Country Manager Portugal da CI&T.

Ler artigo completo