Cristiano Ronaldo é um fenómeno nas redes sociais... mas o Benfica também deu que falar

1 mes atrás 8588

Cristiano Ronaldo, pois claro.

Sem surpresa, o português foi uma vez mais um caso à parte no mundo digital dos negócios. Ronaldo não é bem uma marca, aliás: é uma holding, um grupo empresarial e uma sociedade gestora de participações sociais. Tudo junto e ao mesmo tempo.

A prova disso é que a audiência de Ronaldo nas redes sociais foi superior à de Real Madrid e Barcelona juntos (os dois clubes com mais seguidores no mundo). E foi tão grande como a audiência de Real Madrid, Barcelona e Man. United (os três clubes com mais seguidores).

Aliás, a audiência de Ronaldo nas redes sociais é superior à da NBA, da Liga Espanhola, da Bundesliga, da NFL ou da Fórmula 1. Só a Liga Inglesa, de resto, tem sozinha uma audiência superior. Já a Fórmula 1 para atingir a exposição de Ronaldo só juntando-se à NBA e à NFL: os três campeonatos juntos, sim, ultrapassam ligeiramente a audiência do português.

Os atletas com mais audiência nas redes sociais

Impressionante, não é?

Ora esta é a conclusão mais imediata que salta da análise ao relatório «O valor digital dos adeptos», relativo ao ano de 2023, elaborado pela Horizm: uma empresa de analytics que trabalha com instituições como o Real Madrid, a Federação Portuguesa de Futebol, o Chelsea, o Arsenal, o Borussia Dortmund, ou marcas como a Warner Bros e a Hugo Boss.

Mas há mais, claro.

Por exemplo, a publicação mais rentável do ano foi... do Benfica. A SAD encarnada fez uma ativação nas redes sociais de uma parceria com o patrocinador Sagres que atingiu um valor financeiro superior a 692 mil euros.

O que é ainda mais relevante tratando-se de duas marcas portuguesas, num mercado em que o CPM é muito inferior ao que acontece nos grandes mercados.

A publicação do Benfica deixou para trás uma publicação da federação internacional de críquete, uma ativação do Real Madrid para a Emirates, outra publicação da federação internacional de críquete e no quinto lugar uma ativação do Barcelona para o Spotify.

As cinco ativações de desporto nas redes sociais que geraram maior receita

Real Madrid, Barcelona e Man. United lideram em audiência, mas ninguém gera tanta receita por adepto como... o Galatasaray

No entanto o Benfica, tal como acontece com o Sporting e o FC Porto, não têm lugar entre os 25 clubes com mais audiência nas redes sociais. Neste parâmetro, a liderança pertence ao Real Madrid, como já se disse, com mais de 357 milhões de seguidores, seguido pelo Barcelona (335 milhões) e o Man. United (216 milhões).

Os doze primeiros lugares, de resto, pertencem a clubes de futebol, surgindo a primeira equipa fora do futebol no 13º lugar: os Golden State Warriors, da NBA, com 61 milhões de seguidores, e logo depois os Los Angeles Lakers, também da NBA, com 61 milhões.

Sintomático também o facto de nas dez primeiras posições surgirem cinco clubes ingleses (Man. United, Man. City, Chelsea, Liverpool e Arsenal), dois espanhóis (Real Madrid e Barcelona), um italiano (Juventus), um francês (PSG) e um alemão (Bayern Munique).

Os 25 clubes com mais audiência nas redes sociais

No entanto, quando a análise vira para o valor financeiro gerado pelas redes sociais, o ranking também se altera substancialmente. O Man. United passa a ocupar o primeiro lugar, com um total de 139 milhões de euros gerado através da media social.

Seguem-se Real Madrid e Barcelona, e logo depois mais quatro clubes ingleses: Liverpool, Man. City, Arsenal e Chelsea.

No top-10 há ainda espaço para uma grande surpresa, o Galatasaray, da Turquia, que sobe de 20º em seguidores para o oitavo em receita financeira. Logo depois dois clubes da NBA: os Lakers e os Warriors, que geram ainda assim ligeiramente menos do que o Galatasaray.

No top-15 destaque para o Al Nassr (que beneficia muito do efeito-Ronaldo, claro), para os gigantes brasileiros Flamengo e Corinthians e para a Mercedes, da Fórmula 1.

Os 25 clubes com mais receitas nas redes sociais

A maior curiosidade, porém, prende-se com o valor por seguidor. Quando a análise tem em conta o valor financeiro somado com as redes sociais versus audiência, o Galatasaray sobe para o primeiro lugar, com 1,30 euros por fã, seguido pela Mercedes e pelo Corinthians.

Seguem-se Al Nassr, Lakers, Warriors, Flamengo, pelo que o primeiro gigante do futebol europeu surge apenas na oitava posição: trata-se do Man. United, com 0,65 euros por fã.

O que é um sinal que os clubes europeus têm muitos seguidores, mas a esmagadora maioria não gera retorno financeiro. Ao contrário do que acontece com clubes com uma grande base nacional de adeptos, como são o Galatasaray, o Corinthians, o Al Nassr ou o Flamengo.

Aliás, no top-15 há ainda outros clubes na mesma situação (com uma grande base nacional de apoio), como é o Al Ahly, do Egito, o Mumbai Indians ou o Chennai Super Kings (duas equipas de críquete na Índia).

Em todas estas listas não há, repete-se, clubes portugueses.

Os 25 clubes com maior receita por fã nas redes sociais

Liga Portugal está à porta do top-10 entre as que geram mais receita por adepto

Ora se não há registo de clubes portugueses nos 25 com mais seguidores, mais receita ou mais receita por seguidor nas redes sociais, o mesmo já não se pode dizer da Liga Portugal.

O campeonato português é apenas o 23º com mais audiência nas redes sociais, com pouco mais de três por cento do campeonato líder (a Liga Inglesa, com 952 milhões de seguidores, contra 32 milhões da Liga Portugal).

No entanto, quando a análise é receita por seguidor, o campeonato nacional sobe para o 12º lugar. Cada fã rende em média 79 cêntimos, acima por exemplo da Premier League (57 cêntimos), da Bundesliga (36 cêntimos) ou da Liga Espanhola (36 cêntimos).

Mas vamos por partes. Antes de mais interessa dizer que a Liga Inglesa é que tem maior audiência em termos totais, seguida da Liga Espanhola (876 milhões), da NBA (486 milhões), da Liga Italiana (353 milhões) e da NFL (272 milhões).

Portugal surge atrás de campeonatos como o Championship, de Inglaterra, a Liga 1, da Indonésia, a II Liga Espanhola e a Eredivisie, dos Países Baixos.

Os 25 campeonatos com mais audiência nas redes sociais

O mesmo acontece quando a análise se centra na receita financeira de cada campeonato nas redes sociais, continuando a Premier League no topo, seguido agora da NFL (muito perto) e da NBA. Liga Espanhola e MLB (campeonato americano de baseball) fecham o top-5. O Brasileirão surge na sexta posição, à frente por exemplo da Fórmula 1, da Bundesliga, da Liga Francesa e da Liga Saudita.

No entanto, quando a análise se centra na receita por fã, Portugal dá um grande salto na tabela, posicionando-se no 12º posto. Atrás da NFL (que lidera), da NHL (hóquei no gelo), da MLB (baseball), da Liga Turca e da WSL (liga norte-americano de futebol feminino).

Não deixa de ser um sinal dos tempos, aliás, que um campeonato de futebol feminino ocupe a quinta posição de maior receita por adepto: o exemplo de como a Women’s Super League, dos Estados Unidos, tem um grande poder de gerar dinheiro é um sinal de esperança.

Os 25 campeonatos que geram mais receita por adepto nas redes sociais

Acaba-se este texto, por fim, como se começou: tudo isto é muito bonito, mas nada alcança o poder de Cristiano Ronaldo nas redes sociais. Nenhum clube gera tanta audiência ou tanta receita como o português. Ronaldo bate até as estrelas da música e do cinema de Hollywood.

O capitão da Seleção Nacional gera uma audiência nas redes sociais de 898 milhões de pessoas, bem acima de Selena Gomez (678 milhões), de Lionel Messi (616 milhões), de Justin Bieber (595 milhões) e de The Rock (558 milhões).

Isto apesar do desporto estar muito distante do entretenimento em capacidade de chegar aos fãs através das redes sociais. Basta aliás referir que há apenas quatro atletas (Ronaldo, Messi, Neymar e Virat Kholi) na lista das 25 personalidades que geram mais audiência.

As personalidades com mais audiência nas redes sociais
Ler artigo completo