"Choques fortes". Mulher reage após marido morrer eletrocutado em resort

3 semanas atrás 49

Lizette Zambrano falou pela primeira vez sobre a tragédia que aconteceu durante as férias com o marido num resort em Puerto Penasco, no México, quando ambos foram eletrocutados numa piscina de hidromassagem. Os choques mataram Jorge e feriram gravemente Lizette.

"Sinto que isto podia ter sido evitado. Ainda não consigo acreditar. Levaram um homem muito bom", começou por dizer Lizette, em entrevista exclusiva à ABC News.

A mulher, que está agora a processar o resort por homicídio por negligência devido ao que alega ter sido uma instalação elétrica defeituosa que transportou uma corrente elétrica para a água, afirmou ainda que quer "que alguém assuma a responsabilidade pelo que aconteceu" ao marido e à própria.

"A última coisa que me lembro dele dizer é 'Oh, que porcaria'. E foi na mesma altura que senti o primeiro choque elétrico e depois de isso acontecer, não voltei a ouvi-lo", referiu.

Como conta, o processo já submetido contra o resort indica que as tentativas dos transeuntes para salvar o casal foram dificultadas, afirmando que "o metal dos objetos transportou a corrente eléctrica e começou a dar choques nos socorristas".

"Muitas pessoas tentaram ajudar, mas saltaram para fora porque os choques eram muito fortes", acrescentou Zambrano, destacando que foi retirada da piscina de hidromassagem sem pulso, mas foi reanimada e foi transportada para um hospital, onde acabou por recuperar a consciência.

A sua ação judicial pede um milhão de dólares de indemnização à Casago, empresa à qual alugaram as férias, alegando que "Jorge esteve a ser eletrocutado debaixo de água durante 10 minutos".

Entretanto, a Casago negou qualquer responsabilidade, afirmando numa declaração que "o Sonoran Sea é um condomínio turístico e a associação de proprietários é responsável por todas as áreas comuns, incluindo a manutenção da piscina, banheiras de hidromassagem e terrenos". "A Casago, uma empresa de aluguer de férias, não está envolvida em qualquer gestão ou manutenção do resort", disse ainda.

Recorde-se que o caso aconteceu há pouco mais de uma semana, quando Jorge Gullien estava de férias na companhia da mulher em Puerto Penasco, no México.

Lizette Zambrano, que estava na mesma piscina no momento, sofreu lesões que colocaram a sua vida em risco, tendo sido transportada de urgência para um hospital norte-americano. Tanto Jorge como Lizzette Zambrano têm dupla nacionalidade - norte-americana e mexicana.

A família criou uma página de angariação de fundos para poder pagar as despesas fúnebres de Jorge. Aí, recordam-no como um homem com "um coração de ouro".

Leia Também: Sobe para quatro o número de mortos no México após passagem de tempestade

Ler artigo completo