Líderes da NATO apontam dedo à China

3 dias atrás 44

Reunidos na cimeira que decorre em Washington, os aliados confessam preocupações profundas, com o papel de apoio da China ao esforço de guerra russo.

A cimeira da NATO, em Washington, termina esta quinta-feira.

Garantido, desde já, está o reforço do apoio militar à Ucrânia, com um pacote no valor de 40 mil milhões de euros, até ao final do ano.

Mas o destaque vai para essas preocupações, no que respeita à reaproximação entre a Rússia e a China.

Ler artigo completo